Apaixonados por Deus

09-01-2010 20:28

Passamos tanto tempo a ouvir sobre coisas que não devemos fazer, que às vezes, a ideia que fica de ser um cristão é a de uma caminhada cheia de dietas, e... proibições. O que eu tenho experimentado no entanto é, quando penso nas coisas que tenho a fazer, acabo por nem me lembrar das que não devia ter feito.

 

Por exemplo: quando estamos apaixonados, não precisamos que nos digam o que é que não devemos dizer ou fazer à pessoa que amamos; apetece-nos é aprender o jeito de lhe agradar mais!

O livro de Cantares de Salomão fala-nos de uma maravilhosa relação de amor entre um rei e uma mulher simples. Eles descobriram o segredo de se agradarem um ao outro. Nesse texto bíblico, eu descubro algumas pistas acerca de como viver uma relação apaixonada com Deus:

 

(1:4) “Leva-me após ti, ...Em ti nos regozijaremos e nos alegraremos; do teu amor nos lembraremos...”

É a noiva quem fala. Não quer ser guiada por mais ninguém quer seguir apenas o seu amado; confia nele inteiramente. AMAR É PERTENCER A ALGUEM; É QUERER ESTAR PERTO.

Deus é de todo digno da nossa confiança e por isso, só tem que nos apetecer andar com Ele e pelos caminhos que Ele traça para nós. Sempre presente em nossa mente, deve estar o seu amor para connosco.

 

(1:7) "Dize-me onde apascentas o teu rebanho, onde o fazes repousar pelo meio-dia, para que não ande eu vagando"

A noiva quer saber agora onde anda o noivo. Não está disposta a andar ao acaso à procura dele de cabeça perdida, vagueando entre os outros pastores, dando uma imagem esquisita de donzela tonta. AMAR A DEUS NÃO É ANDAR POR AQUI OU POR ACOLÁ, SALTITANDO MAIS POR CURIOSIDADE DO QUE POR FÉ. É preciso ter em primeiro lugar, um desejo de estar perto d’Ele, depois nunca sair de perto; segui-Lo sempre!

 

( 2:4) "Levou-me à casa do banquete, e o seu estandarte sobre mim era o amor."

A noiva vai ser levada a um banquete com o noivo. Ele vai exibi-la diante de todos os convidados; de certeza que ela está nervosa, mas há algo que a encoraja e restaura a segurança: - o amor do noivo! AMAR A DEUS É CONFIAR NO SEU PODER E NA SUA PROTECÇÃO.

Todos os dias estamos expostos e sofremos pressões, a nossa fé é algumas vezes provada, assaltam-nos duvidas, ansiedades e mal-estar. Contra tudo isso, só mesmo a confiança no amor de Deus, nos encoraja e desafia a ir em frente.

 

(2:16; 6:3) "O meu amado é meu, e eu sou dele; "

Há uma aroma de felicidade nestas exclamações. Há certeza de uma entrega total um ao outro; uma ligação que ninguém pode quebrar. AMAR A DEUS EXIGE ENTREGA E AUTENTICIDADE.

Tem que haver um abandono das nossas teimosias e uma negação ao nosso “ego”, porque quem ama está disposto a ceder e só quando cedemos podemos exclamar que “Ele é Senhor!”

 

(4:16) "Levanta-te, vento norte, e vem tu, vento sul; assopra no meu jardim, para que destilem os seus aromas. Ah! entre o meu amado no jardim, e coma os seus frutos excelentes!"

A noiva está pedindo ao vento sopre de modo a que os aromas do seu jardim sejam sentidos e inspirados pelo noivo. O NOSSO AMOR A DEUS, TEM QUE SER CONHECIDO. Não basta dizer que O amamos; é importante prestar provas desse amor. O apóstolo João afirma que provamos esse amor quando amamos os nossos irmãos (1 Jo 4:21). "Porque para Deus somos o bom perfume de Cristo, nos que se salvam e nos que se perdem." (2 Co 2:15)

 

(7:13) "As mandrágoras exalam o seu perfume, e às nossas portas há todo o género de excelentes frutos, novos e velhos; ó amado meu, eu os guardei para ti."

A noiva quer provar o seu amor dando o melhor ao seu amado. AMAR A DEUS SIGNIFICA DAR O MELHOR PARA ELE; O MELHOR LOUVOR, O MELHOR SERVIÇO, A MELHOR E TOTAL CONSAGRAÇÃO. Jesus também nos deu o melhor que tinha: a sua própria vida (Jo 15:13). Não é uma questão de troca; é uma questão de amor por amor. Quem ama assim, não precisa de um mapa de estradas para saber por onde não pode ir. Basta saber por onde vai, e com quem vai, basta saber que Aquele que vai connosco, é o Melhor Companheiro.

 

Carlos Baptista (1957-2007), BSteen Fevereiro 2003