A história da Tânia

09-01-2004 23:50

No dia 20 de Janeiro de 1989, nasceu no hóspital de Évora um bebé como tantos outros. Era uma menina pequena, gorducha e também careca. À partida era um bebé normal, que como todos os outros bebés, era o centro das atenções da família e certamente também algo que echía o coração dos pais de uma grande alegria.

Tudo corria normalmente até que um ou dois dias mais tarde, no hóspital, os médicos notaram algo estranho. Ela tinha um crânio bastante desenvolvido para o tamanho. A partir dali, esta bebé, a princípio tão normal, fez exames e mais exames e correu médicos e médicos. Até que, aos três meses lhe foi diagnosticada uma doença nos ossos que em consequencia a impedia de ver.

Uma notícia horrivel para os recém-pais. A sua filha era cega e nunca podería vir a ver. Apesar de tudo, certamente com tristeza, decidiram ficar com ela.

Algum tempo depois a sua mãe aceitou Jesus Cristo. Desde aí nunca mais as coisas foram as mesmas porque Deus as tem ajudado.

Essa bebé sou eu, que neste momento tenho quase catorze anos e também aceitei Jesus. Garanto-vos que de muitas decisões que já tomei, foi esta a mais acertada. Agora frequento o 9º ano de escolaridade e, graças a Deus, não tenho sido má aluna.

Sabem porque contei toda a minha história? Porque há muitas pessoas como eu e que não sabem mais o que fazer. Pois olhem, entreguem-se a Jesus e Ele em tudo (até nas aflições) vos ajudará!

 

Tânia Colaço, BSteen Janeiro 2004

 

BSTEEN Recebemos na nossa redacção este testemunho escrito em braille pela Tânia e “traduzido” por uma amiga. Agradecemos-lhe a coragem de partilhar connosco a sua história.